Museu suíço mostra evolução da imagem feminina na arte

Um museu suíço exibe como a imagem da mulher na arte mudou ao longo de 300 anos.

Marcelo Crescenti, BBC

08 de julho de 2008 | 09h00

Uma exposição na Suíça mostra como a imagem da mulher na arte mudou ao longo de mais de 300 anos.A exposição do museu de artes da cidade de St. Gallen começa no século 17, quando a visão e as fantasias dos pintores homens dominaram a maneira como as mulheres eram retratadas nas artes plásticas. Segundo os organizadores da mostra, clichês que incluem a mulher como santa, musa ou sedutora predominaram por vários séculos nos retratos femininos.Isso só mudou quando as próprias mulheres começaram a pintar retratos e cenas de seu cotidiano, a partir do século 18.Os clichês estão presentes nas pinturas mais antigas apresentadas em St. Gallen. Já a emancipação e o feminismo aparecem como temas dominantes das obras contemporâneas da mostra.Uma das pinturas mais antigas é de 1679, do pintor holandês Michiel van Musscher. Entre os artistas expostos mais conhecidos estão Pablo Picasso, Max Liebermann e Sylvie Fleury.A exposição documenta a emancipação artística das mulheres quando mostra suas obras mais atuais.Instalações de vídeo, performances e até uma ambulância com bancos e interior de pelúcia marcam a participação de artistas contemporâneas na mostra.Entre elas se destaca a artista plástica suíça Manon, com obras desconcertantes como uma série de cabeças de mulher raspadas ou um vídeo que a mostra em uma jaula.A exposição intitulada Ladies Only fica em cartaz no museu de artes de St. Gallen, na Suíça, até novembro deste ano.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.