Museu expõe criatividade da cultura popular baiana

O Museu da Casa Brasileira (MCB) inaugura esta noite, nas salas centrais do casarão da Av. Faria Lima uma exposição de carrinhos de café, churrasqueiras feitas de material bruto e reciclado, lamparinas dos mais diferentes jeitos e formatos e uma seleção de fotografias que mostram quem usa e por que esses objetos foram feitos. A exposição Design Popular da Bahia nasceu do trabalho da organização Cipó, criada há cinco anos como forma de promover ações de educação e mobilização social, estimulando o envolvimento da juventude baiana com a cultura local. E está em forte sintonia com a política da diretora do MCB, Adélia Borges, de mostrar as melhores invenções do design popular, de fazê-lo conviver em pé de igualdade com as soluções cultas, combatendo o que chama de "torcicolo intelectual". A ONG calcula ter formado mais de 7 mil adolescentes em cinco anos. Foi a partir da produção desses estudantes que se chegou aos objetos e histórias contemplados em Design Popular da Bahia. A exposição está bem longe dos estereótipos normalmente associados à cultura baiana. Nada de Mercado Modelo e Pelourinho, mas sim elementos descobertos nas ruas dos bairros mais afastados. É o caso, por exemplo, do arpão com corte em apenas um dos lados da ponta, o que permite extraí-lo do peixe sem fazer tantos estragos; ou então do mostruário de lingeries transportado por uma bicicleta - forma precária mais funcional de publicidade. Entre as grandes atrações da mostra estão os carrinhos de café. Inicialmente carregadas em caixas de madeira com alça, as garrafas térmicas passaram pouco a pouco a ser transportadas em carrinhos de madeira com sistemas de condução derivados do rolimã. A capacidade desses veículos é bem maior, o esforço necessário para conduzi-los bem menor e a aparência, uma festa à parte. Parecem caminhões de brinquedo e muitas vezes têm rádio ou televisão acoplados. Outro aspecto interessante: a disseminação do sistema. Calcula-se que há cerca de mil dessas engenhocas circulando por Salvador e até uma associação, chamada de Café da Paz. Design Popular da Bahia - De terça a domin., das 10h às 18h. Museu da Casa Brasileira. Av. Faria Lima, 2705, tel.: 3032-3727. Até 11/7. Abertura hoje, a partir das 19h, para convidados

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.