Museu do Louvre amplia site em 2003

O Museu do Louvre, um dos maiores do mundo, prepara-se para colocar na rede em 2003 a totalidade das suas obras, ou seja, 35 mil pinturas e esculturas e 130 mil desenhos conservados pelo riquíssimo Departamento de Obras Gráficas. O museu virtual poderá ser "visitado" gratuitamente na Internet, em quatro idiomas: francês, inglês, espanhol e japonês. O projeto prevê funções interativas muito avançadas e poderá atender aos interesses de todo tipo de público, desde super-especialistas até famílias.A representação tridimensional das salas permitirá aos internautas dar longos passeios virtuais dentro do Louvre. Cada uma das 35 mil obras oferecidas em imagens digitais estará acompanhada de uma ficha com os principais dados, análises e comentários de críticos de artes plásticas. O Museu do Louvre foi também um dos primeiros a utilizar a Internet, e desde julho de 1995, possui uma página web (www.louvre.fr), que conta com seis milhões de visitas anuais.A direção do museu considera uma prioridade o desenvolvimento de uma estratégia para Internet, que tem como característica o fato de ser um instrumento interativo e mundial, perfeitamente apto às necessidades do público. O museu onde está exposta a célebre Mona Lisa e inumeráveis obras de arte ocidental destinou 8 milhões de euros ao ambicioso projeto patrocinado entre outros, pelo Credit Lyonnais, e dará emprego a cerca de 60 pessoas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.