Museu devolverá obra à herdeira de uma família judia

O Museu Brücke de Berlim anunciou hoje que devolverá uma das peças mais conhecidas de Ernst Ludwig Kirchner, "Berliner Strassenszene", à herdeira de uma família judia perseguida pelo nazismo.A peça, datada de 1913, estava no museu berlinense desde 1980, e chegou lá após passar por diversas cidades suíças e alemãs, nos anos 30.A tela, avaliada em cerca de 10 milhões de euros, foi exibida pela primeira vez em Zurique, em 1936, e posteriormente foi incorporada, por ordem dos proprietários, a uma coleção de arte de Colônia.No final da década, a obra foi vendida por 3 mil marcos do Reich, sem que se tenha certeza que a família proprietária recebeu esse dinheiro.Com o fim da 2.ª Guerra Mundial, o quadro foi transferido a Frankfurt, e de lá, em 1980, chegou ao museu berlinense, onde reside boa parte da obra do movimento "Die Brücke", fundado por Kirchner em 1905.A obra permanecerá no museu até o próximo domingo, após o qual será entregue à herdeira de seus legítimos proprietários.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.