Museu da Filadélfia devolve armaduras para a Alemanha

O Museu de Arte da Filadélfia devolveu para os museus de Dresden, na Alemanha, cinco armaduras que haviam desaparecido durante a Segunda Guerra Mundial. As peças pertenciam à coleção de armas e armaduras de Carlo Otto Kretzschmar von Kienbusch. Os museus de Dresden reclamaram em 1995 pelas peças. Depois de uma detalhada investigação, o Museu da Filadélfia concluiu que as armaduras haviam sido vendidas, nos anos 50, sem a autorização das autoridades da cidade alemã. As armaduras foram confeccionadas para a nobreza do século XVII. Elas desapareceram de um depósito em que foram guardadas para não serem atingidas pelos bombardeios da guerra.Os museus de Dresden emprestaram para a pinacoteca de Filadélfia outras armaduras para exibição, além de quadros de Matisse, Monet e Braque. "Estamos muito felizes com essas novas aquisições", declarou Anned´Harnoncourt, diretora do museu americano

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.