Muse nos EUA. Maior que Oasis

Um vídeo postado pelo trio inglês Muse em seu MySpace indica um certo sinal dos tempos na mesma medida em que revela que a banda parece ter conseguido chegar ao Eldorado para os músicos britânicos, que é conquistar o mercado americano. O Muse já está hoje num lugar em que nem Oasis, Blur ou Radiohead estiveram. O tal vídeo do Muse é um trecho de meia hora de um show em abril passado que o grupo fez em Seattle.

, O Estado de S.Paulo

08 de maio de 2010 | 00h00

Foi lá que o Muse tocou para 17 mil pessoas que esgotaram os ingressos rapidamente para ver o pequeno trio em cima de um nababesco palco inspirado nas pirações futurísticas de George Orwell. Calcula-se que se a capacidade fosse para 30 mil, venderia-se todas as

entradas sem dificuldades. Em várias outras arenas dos EUA, nos últimos meses, a façanha se repetiu. Isso somado ao bombado show-surpresa no South by Southwest (Texas, março) e o convite para ser uma das atrações principais do colossal Coachella Festival

(Califórnia, abril) dá a medida do tamanho no Muse nos EUA.

O tal "conquistar o mercado americano", para um banda britânica nos tempos atuais, não

representa mais uma soberba vendagem de disco. Como era nos anos 80 e, principalmente, para o indie rock nos anos 90.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.