Mural de Diego Rivera é localizado na Rússia

O mural do pintor mexicano Diego Rivera Gloriosa Victoria, dado por desaparecido há 47 anos, está no Museu Pushkin, em Moscou. A informação foi dada pela historiadora de arte Blanca Garduño, em entrevista ao jornal mexicano La Jornada, que confirmou o bom estado de conservação da obra. Além do mural, duas gravuras do artista foram localizadas no Museu Ermitage, em São Petersburgo.Por iniciativa do próprio artista, parte de seu acervo pessoal foi doado em vida ao governo da antiga União Soviética, em agradecimento aos tratamentos médicos que lá recebeu. Por enquanto, os museus não consideram a possibilidade de repatriar as obras, que aparecem registradas em seus catálogos. Blanca esteve atrás destas obras desde 1987, quando assumiu a direção do Museu Casa Estudio de Diego Rivera e Frida Kahlo e agora quer emprestá-las para exposições no México. E avisa que suas buscas atrás de obras de Rivera ainda não cessaram: resta ainda desaparecida a obra Pesadilla de Guerra, Sueño de Paz, que nunca mais retornou ao México depois de uma exposição itinerante por antigos países socialistas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.