Mural de Diego Rivera desaparecido por 50 anos será exibido

'Gloriosa Vitória' é um dos murais apresentados na exposição comemorativa 'Diego Rivera: Epopéia mural'

Efe,

19 de setembro de 2007 | 15h24

O mural Gloriosa Vitória, de 1954, do mexicano Diego Rivera (1886-1957), que esteve perdido durante 50 anos, será exibido pela primeira vez no México como parte das homenagens ao cinqüentenário da morte do artista, informaram nesta quarta-feira, 19, os organizadores do evento.   A diretora do Instituto Nacional de Belas Artes (Inba), Teresa Franco, disse em entrevista coletiva que Rivera "foi um dos pintores com maior talento" nascidos no México. Além disso, foi uma "figura fundamental na história política, social e cultural" do país.   O mural Gloriosa Vitória foi localizado em 2000 nos porões do Museu Pushkin da Rússia. A instituição agora empresta a obra ao México para exibição no Museu do Palácio de Belas Artes. Será parte da exposição "Diego Rivera: Epopéia mural", que abrirá as portas dia 28.   O mural mostra as atrocidades que o governo americano cometeu contra o povo guatemalteco e representa o presidente americano Dwight D. Eisenhower em forma de bomba. A sua exibição foi censurada nos Estados Unidos.

Tudo o que sabemos sobre:
Diego RiveraGloriosa Vitória

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.