Mundo Livre volta à cena, com show no Sesc Pompeia

Tudo parece ter mudado desde o tempo do Caranguejos com Cérebro, um manifesto que escancarava o movimento manguebeat para o Brasil, em 1992. O documento, redigido por Fred ZeroQuatro, vocalista e letrista do Mundo Livre S/A, um dos grupos expoentes do Recife, traduzia a prolífica cena musical da cidade como o rico ecossistema do manguezal. Sua banda, Nação Zumbi, Eddie, Mestre Ambrósio e Querosene Jacaré desceram para o Sudeste.

AE, Agência Estado

08 de março de 2012 | 11h08

O manguebeat teve sua importância reconhecida e agora ZeroQuatro direciona as suas atenções para as novas tecnologias, a ética na internet e a pirataria. Desde 2004 sem um disco de inéditas, o Mundo Livre S/A interrompeu o silêncio com Novas Lendas da Etnia Toshibabaa, um disco maduro, com ótimos elementos de teclado alucinógeno e letras incisivas saídas da criativa imaginação de ZeroQuatro.

Somos apresentados a um futuro (distante?) pós-apocalíptico. A humanidade, quase extinta, se vê numa contraditória relação com a tecnologia: escravidão e culto. Hoje, amanhã e sábado, o público do Sesc Pompeia será apresentado ao fantástico mundo criado pelos mangueboys depois de dois anos maturando as 11 canções registradas no disco, com prensagem e distribuição da Coqueiro Verde. As informações são do Jornal da Tarde.

Mundo Livre S/A - Sesc Pompeia - Choperia (700 lug.). Rua Clélia, 93. Tel.: (011) 3871-7700. Hoje, amanhã e sábado, às 21h30. Ingressos: R$5 a R$20.

Tudo o que sabemos sobre:
showMundo Livre

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.