Mundana Cia. estreia na sexta espetáculo 'Pais e Filhos'

Foi uma revolução. E ninguém garante que tenha chegado ao fim. No século 19, o Teatro de Arte de Moscou mudou radicalmente as feições do que se fazia nos palcos mundo afora. Mas ainda hoje é possível sentir o lastro dessa transformação.

MARIA EUGÊNIA DE MENEZES, Agência Estado

25 de setembro de 2012 | 09h48

Responsável por uma festejada montagem de "O Idiota - dirigida por Cibele Forjaz -, a Mundana Cia. estreia na sexta-feira o espetáculo "Pais e Filhos". Trata-se de um mergulho no romance do escritor Ivan Turguêniev. Conduzido, desta vez, pelo russo Adolf Shapiro.

Não é apenas a nacionalidade que credencia Shapiro a encenar o texto de seu compatriota. O diretor é nome referencial quando se trata do sistema Stanislavski. Criado em seu país, o método de interpretação pautou as artes cênicas no século 20. Impactante, chegou a ser transplantado para o cinema hollywoodiano. Ganhou versões, releituras, visões particulares, além de distorções e detratores.

Tornou-se comum no teatro contemporâneo o ataque às ideias de Constantin Stanislavski. Mudaram a política, o mundo, as artes. Seria ele, então, capaz de dar conta da complexidade atual? "É claro que algumas posições do sistema Stanislavski envelhecem. Mas, algumas outras, adquirem um valor ainda maior", considera o encenador, que já esteve à frente de companhias de países como Canadá, Estados Unidos e Alemanha. "No tempo desse ataque tão agressivo da cultura pop, de tudo aquilo que enche as televisões, o pensamento para o qual está direcionado o sistema de Stanislavski ganha um significado especial."

Também especial é o sentido que a trama de Turguêniev adquire se vista pelos espectadores de hoje. Obra-prima do autor, o livro foi escrito em 1862. Surgiu, portanto, antes das duas Guerras Mundiais e dos sistemas totalitários do século 20. Mas já trazia como protagonista um homem que condenava todas as verdades absolutas, todas as crenças definitivas. "Não digo que conscientemente, mas de maneira intuitiva, Turguêniev foi capaz de prever uma série de problemas com os quais a humanidade viria a se deparar", observa Shapiro. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

PAIS E FILHOS

Sesc Pompeia (Rua Clélia, 93). Tel. (011) 3871-7700. 6ª e sáb., 21 h; dom., 19 h. R$ 5 a R$ 20.

Tudo o que sabemos sobre:
teatroPais e Filhos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.