Múmias, no "Discovery Channel"

Tão antiga quanto o próprio tempo, a técnica da mumificação ainda é um segredo reservado para poucos. Em Múmias: Segredos de Nossos Ancestrais, o "Discovery Channel" (Sky/Directv/Net/TVA) dá início a uma série de quatro episódios que visam desvendar parte desse mistério, apresentando algumas das mais antigas e excêntricas múmias do mundo. O especial será exibido a partir deste domingo, às 21 horas, e irá ao ar até sexta-feira, dia 1.º de junho, sempre no mesmo horário. Revelando o Misterioso Mundo das Múmias é o primeiro episódio, que terá duração de três horas. Baseado no livro do egiptólogo Bob Brier, que também apresenta a série, o programa fará uma análise de múmias de diversas partes do mundo, passando também pela ficção e literatura e voltando para a realidade para explicar as tais técnicas de mumificação dominadas pelos povos da antigüidade. Na segunda-feira, dia 28, será a vez de As Múmias Mais Antigas do Mundo, onde o destaque ficará para uma curiosidade: os primeiros cadáveres mumificados foram encontrados no Chile, e não no Egito, como se acreditava ser. Em A Múmia Perdida de Imhotep, que o "Discovery" exibirá na terça, dia 29, o antigo rei que inspirou Hollywood a produzir A Múmia será o tema do programa. Considerado um gênio na época, Imhotep construiu a primeira pirâmide. Seu túmulo estava desaparecido sob as areias do Saara, mas pode ter sido encontrado pelo arqueólogo polonês Karol Mysliwiec, o que seria transformada na "descoberta do século" para a arqueologia. As Múmias do Deserto Peruano, que o canal preparou para quarta-feira, dia 30, traz uma reportagem sobre as escavações feitas no Peru para localizar múmias. Na quinta, dia 31, é a vez de O Guia Completo das Múmias, que mostrará os diferentes tipos de mumificações, inclusive algumas que foram realizadas na vida moderna, como a do ditador russo Vladimir Lenin, embalsamado há 75 anos. O episódio final, Huaca de la Luna: Morte e Mistério, que será exibido na sexta, dia 1º, conta a história dos jovens da civilização Moche, do Peru. Mortos em batalhas e com idade inferior a 20 anos, esses jovens foram mumificados há cerca de 1000 anos e a descoberta acabou revivendo também parte das raras práticas culturais da extinta civilização. Concurso - Para divulgar o especial, o "Discovery Channel" está promovendo um concurso até o próximo dia 4 de junho, que levará um vencedor com acompanhante ao Egito. Para participar, basta acessar o site do canal (www.discoverychannelconcurso.com) e responder algo criativo à pergunta: "Que pessoa (famosa ou não) você escolheria para ser mumificada e por quê?".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.