Mulheres mostram sua arte no CCBB

Em virtude do Dia Internacional daMulher, comemorado no dia 8, o Centro Cultural Banco do Brasildecidiu prestar homenagem a todas as mulheres que saem à luta embusca de espaço. Durante o mês de março, todas as áreasculturais terão como destaque os aspectos femininos na arte. "O CCBB procura fazer programações multidisciplinares -todas as atividades giram em torno de um tema e, neste mês, oassunto é a mulher", comenta a diretora da instituição em SãoPaulo, Yole Mendonça. "Recebemos uma série projetos, cujo pontocentral era o elemento feminino. Os curadores selecionaramaqueles com qualidade artística e o restante da programação foipreenchido com trabalhos escolhidos por profissionais daqui",explica Yole. De acordo com a diretora, a escolha das homenageadaspode ser específica àquelas consideradas ícones da culturanacional, como a atriz Fernanda Montenegro, ou não. "Optamospor apresentar ao público talentos pouco divulgados, como ascantoras Monica Salmaso, Ná Ozzeti, Vânia Abreu, Badi Assad eRosa Passos", afirma. As intérpretes farão dez apresentações apartir do dia 12. A programação começa no sábado com uma exposição deLaura Vinci. A artista apresenta um novo trabalho feito combacias de vidro, água, resistências variadas, vapor, areia e pó.Terça-feira, a escritora Fernanda Young participa de uma roda deleitura. Quarta-feira é a vez da dança explodir com toda emoção esensualidade da cor vermelha com "Rosso", de CristinaSalmistraro. Um espetáculo com música ao vivo que lida com afeminilidade sugerida pelo vermelho. "Estudei o imaginárioligado à cor e traduzi essas informações em forma demovimentos", conta a coreógrafa. A mesma data é marcada peloinício da mostra "A Imagem da Mulher no Cinema Japonês". No dia 8 o público é convidado para "Encontro comFernanda" um evento dividido em três partes: a primeirareservada a leituras dramáticas de textos de Clarice Lispector,Nelson Rodrigues e Chico Buarque, entre outros; na segunda,Fernanda abre para um bate-papo com a platéia e, por fim,apresenta uma dramatização de uma carta de Simone de Beauvoirdespedindo-se de Jean-Paul Sartre. A última quarta-feira do mês, dia 27, será marcada peloprograma "Dramaturgias", voltado à leitura e reflexão do texto"Confiança", de Beatriz Gonçalvez, com direção de ReginaGaldino.Serviço - Feminino nas Artes. Programação de dança, teatro,música, exibição de filmes e exposições em dias e horáriosdiversos. Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Álvares Penteado,112, São Paulo,tel. 3113-3651.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.