Muito além das crônicas de Nárnia

A Editora É Realizações programa para o final do ano a publicação de três estudos medievais e renascentistas de C. (de Clive) S. (de Staples) Lewis: The Allegory of Love: A Study in Medieval Tradition (1936), The Discarded Image: An Introduction to Medieval and Renaissance Literature (1964) e Studies in Medieval and Renaissance Literature (1966).

O Estado de S.Paulo

24 de setembro de 2011 | 03h09

Além desses títulos, a É Realizações lançará ainda um pequeno volume de Lewis (1898-1963) sobre a obra maior do poeta inglês John Milton, A Preface to Paradise Lost (1942). Nascido em Belfast, Lewis foi, além de ensaísta, professor, teólogo e poeta, mas se tornou particularmente conhecido pela série infanto-juvenil As Crônicas de Nárnia, publicada em 7 volumes, de 1950 a 1956 (no Brasil, disponível no selo WMF Martins Fontes).

Levada ao cinema em 2005 pelos estúdios Disney, que investiram US$ 180 milhões na realização da meticulosa reconstituição do universo de Nárnia a partir de uma avançada tecnologia em computação gráfica, a história teve um desempenho médio na bilheteria. Mesmo assim, três anos depois, surgiu o segundo episódio, As Crônicas de Nárnia - Príncipe Caspian, e, em 2010, o terceiro, As Crônicas de Nárnia: A Viagem do Peregrino da Alvorada (foto).

MUDANÇA

Adriana Lisboa na Alfaguara

A escritora Adriana Lisboa, vencedora do Prêmio José Saramago de 2003, está trocando a Rocco pela Alfaguara, o selo de literatura da Editora Objetiva. Na nova casa, ela vai publicar seu novo romance, previsto para a metade de 2012. No ano seguinte, a Alfaguara iniciará a reedição de suas principais obras, começando com Rakushisha e Sinfonia em Branco (que lhe rendeu o Saramago). Ao todo, seis títulos foram contratados. Na semana passada, Adriana participou do Festival Internacional de Literatura, em Buenos Aires, onde lançou a tradução em espanhol de seu último livro, Azul-Corvo.

CONTRATO

Sobre homens e cães

Os cães estão se revelando se não os melhores amigos, ao menos poderosos aliados da indústria editorial. O recente best-seller do autor britânico John Bradshaw, In Defence of Dogs, Why They Need Our Understanding (Em Defesa dos Cachorros, Por que Eles Precisam da Nossa Compreensão), conferiu um tom científico à copiosa literatura canina. Esta semana, uma soma alta e não revelada, no novo contrato fechado pelo Norton americana, confirma o apetite do mercado pelo assunto. A repórter Sarah Kershaw, do New York Times, contará a história de um atormentado veterano do Iraque e do cão que o ajuda a se recuperar da Desordem de Stress Pós-Traumático, além de examinar o uso crescente desse animal em terapias psíquicas. O título do livro de Kershaw será Watch My Six (Veja Minhas Seis - uma expressão idiomática que quer dizer "me cubra pela retaguarda").

CLÁSSICO

Caio Prado fotógrafo

A reedição dos trabalhos do historiador, geógrafo, escritor, político e editor Caio Prado Júnior (1907-1990) que a Companhia das Letras começa a mandar para as livrarias em outubro - com Formação do Brasil Contemporâneo (1942) - terá um complemento especial: cadernos de fotos feitas pelo próprio intelectual. As imagens integram o acervo guardado no Instituto de Estudos Brasileiros (IEB), da Universidade de São Paulo. "Caio Graco deixou álbuns cuidadosamente catalogados de suas viagens pelo interior do Brasil", comenta Otávio Marques da Costa, editor da Companhia encarregado da reedição. "Graças à sua formação de geógrafo, ele gostava de visitar os locais, fotografar e fazer legendas caprichadas." Já está acertada a publicação de quatro volumes. Os livros trarão também ensaios especialmente escritos para a Companhia, além de entrevistas com interlocutores do historiador.

BIOGRAFIA

Alá para ocidentais

A Simon&Schuster comprou na última quarta-feira os direitos de Alá: Uma Biografia, de Abbas Milani, diretor do Instituto de Estudos Iranianos da Universidade de Stanford. "É impossível falar de um só Islã", disse ao Sabático, de seu escritório na Califórnia, o historiador e ensaísta que, no ano passado, lançou O Mito do Grande Satã: Um Novo Olhar Sobre as Relações dos Estados Unidos com o Irã (Hoover Institution Press). "O islamismo se apresenta nas diversas manifestações de sua figura central", acredita Milani, que há anos vem planejando a biografia. Ele diz esperar que o livro contribua para os ocidentais entenderem "a complexidade do personagem".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.