Imagem Fábio Porchat
Colunista
Fábio Porchat
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Mudança

Dia 1. Segunda-feira

FÁBIO PORCHAT,

09 de fevereiro de 2014 | 02h10

Me mudei. Finalmente. Não acredito que encontrei o apartamento dos meus sonhos. Tamanho ótimo, arejado, sol da manhã, perfeito. Já consigo ver tudo mobiliado, eu, recebendo a família, os amigos. Tudo na minha vida agora faz sentido, por isso, comecei esse diário na casa nova!

Dia 2. Terça-feira

Hoje chega a minha cama. Vou dormir aqui pela primeira vez. Já comprei um vinho pra comemorar. Mal posso esperar.

Dia 3. Quarta-feira

Minha cama não chegou. Na verdade, chegou, mas eu não estava em casa. Estava trabalhando. Aí eles não puderam entregar e prometeram entregar hoje. Tirei essa semana de folga no trabalho para poder receber tudo.

São 19 h. Acabou o horário comercial e não entregaram minha cama. Liguei e eles disseram que a previsão é amanhã.

Dia 4. Quinta-feira

Entregaram a cama. Mas quem entrega não monta. Preciso pedir pra alguém vir montar porque se eu montar sozinho ela sai da garantia. Por que não me disseram isso na loja quando eu comprei? Liguei pro instalador que prometeu vir hoje.

Dia 5. Sexta-feira

Dormi no chão. O instalador não chegou ainda. Estou numa bagunça de caixas. Não posso desfazer nada porque não chegaram os armários. A geladeira ficou de aparecer hoje junto com o fogão. Chegou uma mesinha de centro que eu comprei. O que que eu vou fazer com essa mesinha?

Dia 6. Sábado

Instalaram a minha cama. Mas o colchão ainda não chegou. O caminhão que ia entregar ontem bateu na Dutra e meu colchão voltou pro estoque em São José. Disseram que chega até quarta. Ainda não chegou nada. Não saí de casa à espera da geladeira e do fogão, então estou sem contato visual com humanos há cinco dias.

Dia 7. Domingo

Tenho sede, tenho fome e comecei a delirar. Hoje, por não ser dia útil, pensei em descer para tomar um sol, mas o cara da NET garantiu que viria hoje, mesmo sendo domingo.

Dia 8. Segunda-feira

Faltei ao trabalho. Não chegou nada ainda. Mas, pelo menos, conversei com o porteiro. Ele me entregou umas contas e eu o abracei forte. Saudades da minha mãe.

Dia 9. Terça-feira

Chegou a geladeira. Mas ela não passa na porta. Tem que ser içada pela janela. Como isso não estava previsto, a geladeira voltou pra loja. Eles prometeram que amanhã entregam a geladeira de novo com o fogão. O cara da NET falou que hoje vem na parte da tarde.

Dia 10. Quarta-feira

Estou tendo alucinações. Sonhei que minha internet já estava instalada. Quando acordei, liguei pra NET e eles me deram a previsão de instalação em até três dias úteis. Acho que vi um vulto.

Dia 25. Algum dia

Perdi o emprego. Mas meu colchão chegou. A geladeira foi içada, mas a porta veio com um defeito de fábrica e não fecha. O fogão não veio ainda. A NET ficou de vir hoje. Estou com fome e com sede. Já perdi cerca de nove quilos. Minha barba atinge o tamanho de quatro dedos. Chegou o ar condicionado. Mas o homem que instala só pode vir semana que vem.

Dia 39. Algum dia em 2014

Estou vendendo meu apartamento com uma geladeira, uma cama com colchão e um ar condicionado e me mudando pra minha mãe. O interessado favor entrar em contato com a imobiliária. Grato.

Tudo o que sabemos sobre:
FÁBIO PORCHAT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.