Imagem Cristina Padiglione
Colunista
Cristina Padiglione
Conteúdo Exclusivo para Assinante

MTV tem dupla identidade na Wikipédia

Com Jeremy Irons, a série Os Bórgias, vista aqui pelo TNT e pela Warner, ganha vez no catálogo da Netflix a partir de 1º de setembro, com as duas temporadas.

Cristina Padiglione, O Estado de S.Paulo

21 de agosto de 2013 | 02h14

A onda de demissões na Band reprime, por enquanto, uma torcida que todo fim de ano toma executivos e artistas da emissora: a saída do culto evangélico de R.R.Soares da faixa nobre. Diante dos reajustes da temporada, ninguém tem esperanças de que a Band se dê ao luxo de recusar as ofertas do religioso para locação do horário.

Nanda Costa vai alcançando, com a capa da Playboy, o que não alcançava como protagonista de Salve Jorge. Anteontem, entrevistada por Jô Soares, ela fez o recorde de audiência do ano do programa: 8 pontos na Grande São Paulo.

Demanda de pancadaria? Canal de lutas à la carte, o Combate passa a exibir neste semestre uma nova janela para transmissões do UFC. Além dos sábados, as transmissões ao vivo ocuparão também algumas noites de quarta-feira, a contar da próxima, dia 28.

Pancadaria 2. O UFC terá quatro edições às quartas-feiras até o fim do ano, com expectativa de se multiplicar em mais edições durante a semana em 2014.

O domínio carioca como cenário das novelas das 9 da Globo após Amor à Vida, assunto desta coluna ontem, terá ainda Aguinaldo Silva como autor da novela seguinte à de Manoel Carlos. Só depois virá a trama de Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes Braga.

Falando em Linhares, o autor da releitura de Saramandaia confirma presença no seminário do Globo Universidade em torno do realismo fantástico, dia 29, na USP. O encontro contará ainda com o doutor em telenovelas Mauro Alencar. Inscrições pelo e-mail globo.universidade@tvglobo.com.br.

Com figurino de 40 anos atrás, Zeca Camargo visita a casa alugada e decorada pelo Fantástico à moda de 1973, ano em que o programa nasceu. E conversa com a família convidada a passar um fim de semana lá. No ar domingo, na edição de aniversário.

O braço brasileiro da MTV já conta com duas páginas na Wikipédia, a enciclopédia livre da web. Uma trata da MTV Brasil - esta que está no ar, canal administrado pelo grupo Abril -, e outra, da MTV (Brasil). A sutil mudança na nomenclatura de fato marcará a troca da grife de um canal aberto por um pago, sob as rédeas da Viacom, a partir de 1º de outubro. Segundo Tiago Worcman, responsável pela programação da MTV que entrará no ar, a ideia é tratar a emissora como "MTV no Brasil", até que ela vire simplesmente "MTV". Quanto ao VMB, premiação do videoclipe nacional, há chances de o evento ser retomado no ano que vem.

Tudo o que sabemos sobre:
Cristina Padiglione

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.