MTV consegue suspender quadros do novo programa de Mion

Ontem à noite, a portaria da TVBandeirantes, no Morumbi, zona sul de São Paulo, serviu decenário para uma séria discussão entre um oficial de Justiça,representantes da MTV e da emissora dos Saad, com direito àpresença de policiais militares. O pivô da confusão foi oapresentador Marcos Mion, ex-funcionário da MTV e atual da Band,à frente do programa Descontrole desde o dia 17 defevereiro. Indignada pela semelhança entre dois quadros doDescontrole com o Piores Clipes do Mundo (Micon e PérolaVideoclíptica, que na Band não receberam nenhum nome) que Mionapresentava na emissora musical, a MTV entrou na Justiça contraa Band e o apresentador, alegando plágio e pedindo a retirada doar dos referidos quadros. O pedido foi deferido na tarde de quarta pelo juiz dedireito Mauro Conti Machado, da 7ª Vara Cível da capital, quetambém impôs uma multa diária de R$ 73.852,00 caso a ordem sejadescumprida. Segundo a assessoria de imprensa da Band, a confusãoteve início porque o oficial de Justiça que acompanhava osrepresentantes da MTV discutiu com os seguranças da emissora,que proibiu a entrada na emissora até que um representantejurídico da Band estivesse presente. A entrega da notificaçãojudicial foi feita diante de uma equipe de reportagem da Band,que gravou toda a conversa e exibiu no último bloco do programaDescontrole. Hoje à tarde, a assessoria de imprensa da MTV divulgouum comunicado classificando como deturpada a forma como asituação foi tratada pelo departamento de jornalismo e aassessoria de imprensa da Band. Alguns dos ítens justificadospela MTV - que também pede indenizações por danos patrimoniais emorais - na ação judicial são os seguintes: violação do direitoautoral e patrimonial da MTV, como produtora de programas;quebra de obrigações contratuais de Marcos Mion; violaçãoautoral de nomes de programas da MTV; concorrência desleal portentativa de captação de audiência através de fraude e quebra deética comercial. De acordo com a assessoria de imprensa da Band, os doisquadros não estavam programados para serem exibidos nestaquinta-feira, mas só deverão voltar ao ar caso a Justiça oslibere. "A Band não descumpre ordens judiciais", disse aassessoria de imprensa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.