MTV Brasil mostra dia a dia de Supla

O próximo reality show da MTV Brasil apresentará o roqueiro Supla junto com amigas, irmãos e parentes, misturando música e política. Supla, batizado Eduardo Suplicy Filho há 38 anos, quando nasceu, estréia no canal musical em 3 de maio, num programa de seis semanas. Os pais do roqueiro são bastante conhecidos do público. Sua mãe é a prefeita de São Paulo, Marta Suplicy, o pai, Eduardo Suplicy é senador pelo estado de São Paulo. ?É como se Chelsea Clinton se tornasse uma estrela de roque e a MTV a acompanhasse no jantar de domingo, junto com Bill e Hillary?, disse Zico Góes, diretor da MTV Brasil. De fato, a MTV seguiu Supla em um almoço na casa da avó dele, Filomena Matarazzo Suplicy, de 95 anos. Ex-presidente da Associação de Mães Cristãs do Brasil, a matriarca da família Suplicy, com seu cabelo perfeitamente penteado e seus elegantes trajes, representa o conservadorismo, da mesma forma que seu neto representa a vida esportiva. ?Talvez ela fale algumas palavras para a câmera?, disse Góes. O senador e a prefeita, no entanto, representam a nova esquerda. Ambos são membros do Partido dos Trabalhadores e aliados próximos do presidente Lula, fundador do PT. ?A prefeita e o senador aparecerão no show, mas como pais de Supla, não como políticos?, afirmou Góes. O próprio Supla não tem compromissos políticos. ?Na verdade, ele não tem compromissos com quase nada?, completou.Uma das coisas pelas quais Supla é conhecido é por seu interesse por mulheres. Uma de suas primeiras namoradas foi a roqueira Nina Hagen. Mais recentemente, Supla teve um pequeno romance com a atriz brasileira Bárbara Paz, quando participaram do programa Casa dos Artistas, do SBT, em 2001. Com seu cabelo loiro e um perfil mais europeu que brasileiro, Supla é membro de uma família não somente poderosa e famosa, mas rica. ?Os Suplicy talvez sejam únicos?, disse Góes. ?São aristocratas da esquerda, no topo da pirâmide dos ricos, mas com consciência social. Supla é uma estrela do roque, Marta, a prefeita de São Paulo, começou como socióloga em programas de televisão tirando súvidas sobre sexo. É uma grande mistura. Só mesmo no Brasil."

Agencia Estado,

12 de abril de 2004 | 20h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.