Mostra traz obra inédita de Lygia Pape

T téia 1,C de Lygia Pape que é mostrada pela primeira vez na cidade, justamente quando quase se completa um ano da morte da artista. Em São Paulo, na Galeria Bergamin, emociona ver que com simples fios metálicos, num espaço negro, feixes de linhas e de luz "materializam um poema" indescritível. A montagem, comandada pela filha de Lygia, Paula, permite que o observador possa rodear a obra, agora "plena", como era a vontade da artista. Nesse passar, rodear, o visitante pode ver através dos espaços - e há momentos em que a linha some, torna-se outro tempo. T téia está na mostra Através, com curadoria de Lisette Lagnado (cotada para ser curadora da Bienal. Leia: Curadoria da 27.ª Bienal de São Paulo será brasileira ), a exposição ressalta a "vontade construtiva" de uma série de artistas brasileiros com formação na década de 50. Mas a palavra construtiva aparece no sentido de construtor, "artista que dispensa o cavalete e se opõe à composição. Seu sonho é poder operar na dimensão social", como destaca a curadora. Criar novas espacialidades, proporcionar "uma fruição menos passiva" são alguns dos caminhos tomados pelos artistas para se chegar a esse ideal. A geometria era apenas ponto de partida para a estrutura das obras, como diz Lisette, citando alguns nomes de artistas participantes dessa mostra (não comercial, vale destacar) - Palatnik, Ivan Serpa, León Ferrari, Lygia Clark, Raymundo Colares, Le Parc, Waldemar Cordeiro e Willys de Castro."Através reúne algumas obras de estilo construtivo com a finalidade de esclarecer um mal-entendido que continua acompanhando o construtivismo, a despeito dos escritos teóricos de seus participantes. Isto é: artista ´construtor´ como Hélio Oiticica chamava essa vertente, que podia abarcar vários ´ismos´, não é necessariamente um artista geométrico e muito menos ´formalista´", ainda nas palavras da curadora. É uma tese, uma mostra enxuta, tirada do primeiro capítulo do doutorado de Lisette sobre Oiticica. Através. Galeria Bergamin. Rua Rio Preto, 63, Cerqueira César, 3062-2333. 11h/19h (sáb., até 15h; fecha dom.). Grátis. Até 21/5.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.