Mostra Sesi de Dramaturgia

Começa hoje a 2.ª Mostra Sesi de Dramaturgia Contemporânea, com apresentação das peças Alta Noite, do baiano Elísio Lopes Jr., e El Muro de Berlim Nunca Existió, do uruguaio Luis Vidal Giorgi, no Teatro Popular do Sesi. Até o dia 21 de dezembro, serão encenados seis textos inéditos, sempre em sessões duplas. Há diferenças curatoriais com relação à primeira edição do evento, da qual participaram 16 autores, todos paulistanos, senão de nascimento, de moradia, apresentando peças curtas. "Não dava para revelar o fôlego do dramaturgo", argumenta Renato Borghi, um dos curadores do evento. Os demais são Débora Duboc, Élcio Nogueira Seixas, Fernando Bonassi e Luah Guimarãez. Participam ainda como consultores Aimar Labaki e Silvana Garcia. "O mérito da garimpagem dos textos é todo deles dois, que possuem um banco de peças fantástico", diz Borghi. Desta vez, a prospecção extrapolou as fronteiras nacionais. "Achamos importante ter pelo menos um companheiro da América Latina e um autor português. Também queríamos peças que não poderiam ter sido escritas em São Paulo", diz. Outra diferença está em não haver troca de cenário, criado por Daniela Thomas a partir de uma idéia central, o mesmo para cada duas peças.A questão da urbanidade e as perspectiva de um uruguaio sobre o Muro de Berlim são os temas das peças da estréia da Mostra Sesi. Em Alta Noite, uma mulher que observa o homem de quem é amante passar o réveillon com a família é o ponto de partida para uma discussão sobre a solidão dos grandes centros. Já em El Muro de Berlim Nunca Existió, um ajuntamento de cenas não lineares escritas pelo uruguaio Luis Vidal Giorgi aborda casos ficcionais que revelam fissuras na imagem monolítica do regime socialista da Cortina de Ferro. Numa das cenas, um ator vive um russo que se veste de Ronald McDonald para uma propaganda da lanchonete. De nariz de palhaço, o homem se identifica como Ronald Moscovita. 2ª Mostra de Dramaturgia Contemporânea - Nesta semana e na próxima, Alta Noite e El Muro de Berlim Nunca Existió. De quarta a domingo, às 20h30. Teatro Popular do Sesi: Av. Paulista, 1,313, tel. 3146-7405. Até 21/12.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.