Mostra reúne obras de 16 artistas modernistas em SP

Mostra reúne obras de 16 artistas modernistas em SP

Exposição 'Brasilidade e Modernismo' pode ser vista na Dan Galeria até 15 de dezembro

AE, Agência Estado

29 de novembro de 2010 | 10h02

Conhecido como um movimento que buscava novas referências estéticas para as artes brasileiras, não mais se pautando pelo que vinha de outros países, mas privilegiando cores, formas e traços nacionais, o Modernismo é um marco importante na cultura do País. Fortemente marcado pela Semana de Arte Moderna, de 1922, o movimento volta à cena a partir de hoje, com a inauguração da mostra Brasilidade e Modernismo. A exposição, em cartaz na Dan Galeria, pode ser vista até o dia 15 do mês que vem.

Ao todo, estarão expostos 49 trabalhos - entre óleos, aquarelas, desenhos e esculturas - de 16 artistas consagrados que fizeram parte desse movimento. Entre os principais nomes, estão Candido Portinari, Di Cavalcanti, Ismael Ney, Lasar Segall, Tarsila do Amaral e Victor Brecheret. As obras foram produzidas entre as décadas de 20 e 70 e já fizeram parte de grandes exposições ao redor do mundo. Alguns exemplos são a obra "Ilustração", de Tarsila do Amaral; "Gado com Céu de Nuvens", de Lasar Segall, reproduzida em livro, catálogo e que fez parte de duas exposições no Rio de Janeiro; e "Serenata", de Di Cavalcanti, incluída na exposição Di Cavalcanti 100 anos.

Peter Cohn, curador da exposição, explica que a mostra reúne algumas obras que fazem parte do acervo da galeria e outras de colecionadores. "São muito significativas e pertencem ao melhor período de cada artista", diz. Na opinião dele, que é também um dos diretores da galeria que tem por tradição promover eventos e adquirir obras de arte moderna, o Modernismo foi um dos movimentos mais importantes da arte brasileira. Para Cohn, a mostra é uma forma de estabelecer um contraponto com o momento que a cidade está vivendo, por causa dos eventos que compõem a 29ª Bienal de Arte, em cartaz desde setembro. "Tudo que tem ocorrido nesse contexto (período da Bienal) é muito contemporâneo. Não retiramos sua importância. Mas vale aproveitar a ocasião para trazer à tona o que há de melhor no Modernismo", analisa. As informações são do Jornal da Tarde.

Brasilidade e Modernismo - De hoje a 15 de dezembro. Seg. a sex., das 10h às 19h; sáb., das 10h às 13h. Grátis. Dan Galeria (Rua Estados Unidos, 1.638, Jardim América). Tel. (011) 3083-4600.

Tudo o que sabemos sobre:
exposiçãomodernismoDan Galeria

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.