Mostra reúne coleções artísticas da família dos Médici

Exposta em Budapeste, mostra se divide em 2 partes: a 1.ª traz trabalhos do século XIV e a 2.ª do século XV

Efe,

24 de janeiro de 2008 | 19h29

O Museu de Belas Artes de Budapeste inaugurou nesta quinta-feira, 24, uma exposição que mostrará, até o dia 18 de maio, a arte do Renascimento através das coleções artísticas da histórica família italiana dos Médici. A mostra, intitulada Época de Ouro dos Médici, contém mais de 200 obras provenientes de 60 coleções italianas, dentre as quais figuram quadros de Sandro Botticelli, Leonardo da Vinci e Michelangelo. As obras chegaram a Budapeste procedentes de instituições como a Galleria degli Uffizi e a Casa Buonarroti, de Florença, e a Galleria Nazionale de Parma. A mostra se divide em duas grandes partes: uma delas, representa a primeira época dos Médici no século XIV, e reúne documentos e tapeçarias, assim como maquetes e móveis. A outra, centrada no século XV, exibe as pinturas e esculturas da época. A exposição foi segurada em 80 bilhões de forintes (US$ 456 milhões), enquanto os custos da instalação chegaram a 300 milhões de forintes (US$ 1,70 milhão). Serão realizadas ainda diversas atividades, como um baile aos moldes renascentistas e a encenação de peças de teatro da época dos Médici. Esta mostra faz parte do ano renascentista na Hungria, que festeja o 550º aniversário da coroação do rei Matias (1458-1490), considerado um dos maiores monarcas da história húngara.

Tudo o que sabemos sobre:
MédiciBudapeste

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.