Mostra reapresenta os principais pontos da capital

Enchentes, tragédias, violência, poluição, miséria. Às vésperas de completar 447 anos, São Paulo tem sido muito mais sinônimo de caos urbano do que de cenário de cartão-postal. Mas basta observar com cuidado para descobrir que a velha cidade ainda esconde belezas inusitadas. É essa autêntica beleza paulistana que a exposição São Paulo 2001 - Cidade Cenário vai mostrar a partir desta terça-feira, no Senac. A mostra, organizada por João Kulcsár, dá início às comemorações do aniversário da cidade e reapresenta São Paulo e seus principais cartões-postais à população que já se acostumou com um "cartão-postal às avessas".Para revelar esses detalhes, ninguém melhor que os profissionais que vasculham o dia-a-dia agitado da cidade: os fotojornalistas. Acostumados a revelar muito mais o lado negativo da capital, os fotógrafos dos jornais O Estado de S.Paulo, Folha de S. Paulo e das revistas Veja, Época e Isto É foram chamados para escolher suas fotos que não traduziam as "notícias ruins" e mostrar as "cenas de cartões-postais" que suas lentes capturaram durante a década de 90. "Muitas delas eu já tinha escolhido durante minhas leituras diárias", conta Kulcsár. "Outras, fui escolhendo aos poucos, por sugestão dos próprios fotógrafos", completa.A escolha do tema não se deu por acaso. "No ano passado pedi a personagens da cidade para retratá-la, como Pelé, Antônio Ermínio e José Serra. Neste ano, também foram escolhidos personagens paulistanos, mas agora é a vez dos que vasculham as entranhas da cidade em busca da notícia."Ao todo, Kulcsár gastou mais de dois meses analisando mais de 3 mil fotos para chegar à seleção de 36 imagens que compõem a exposição. Essas imagens provam que, entre uma reportagem e outra, fotógrafos encontram tempo e sensibilidade para flagrar a beleza da metrópole. "E, mesmo em imagens cotidianas, eles abrem uma janela para as belezas que resistem." Fazendo o papel dessas janelas estão as fotos coloridas dispostas em painéis de acrílico de 50 cm por 75 cm. Para completar, as imagens ganharam a companhia de textos de escritores famosos, como Ítalo Calvino, e ilustres moradores como Mário de Andrade e Manuel Bandeira. Com eles, cenários já tão conhecidas dos paulistanos como Avenida Paulista, Estação Júlio Prestes, Edifício Copan, Pátio do Colégio, Teatro Municipal, Estádio do Pacaembu, Estação da Luz, Represa de Guarapiranga, Parque do Ibirapuera e tantos outros ganham mais poesia. Mais que mera informação, esses textos são confissões de amor verdadeiro à metrópole.São Paulo 2001 - Cidade Cenário. De segunda a sexta, das 9 às 22 horas; sábado, até 17 horas. Senac - Centro de Comunicação e Artes. Rua Scipião, 67, tel. 3872-6722. Até 31/1. Abertura às 20 horas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.