Mostra na TV, David Lynch e Casablanca

Mudança de Comportamento

Luiz Carlos Merten, O Estado de S.Paulo

29 de setembro de 2010 | 00h00

15H35 NA GLOBO

(Model Behavior). EUA, 2000. Direção de Mark Rosman, com Maggie Lawson, Jim Abele, Justin Timberlake.

Versão teen (romântica?) de O Príncipe e o Mendigo, de Mark Twaijn. Garota troca de lugar com top model e aplica corretivo no bonitão da escola, que a esnobou. Reprise, colorido, 90 min.

A Menina Santa

22 H NA CULTURA

(La Niña Santa). Argentina, 2004. Direção de Lucrecia Martel, com Mercedes Morán, Carlos Belloso, Maria Alche.

Menina tece fantasias sobre dentista hospedado no hotel de sua mãe. Uma obra realmente perturbadora, misturando religião e sexo. Belo programa da Mostra na TV. Inédito, colorido, 106 min.

Papillon

22 H NA REDE BRASIL

(Papillon). EUA, 1973. Direção de Franklin J. Schaffner, com Steve McQueen, Dustin Hoffman.

A adaptação do best seller de Henri Charrière beneficia-se da direção sólida de Schaffner. E do elenco, claro. Steve McQueen esbanja carisma como prisioneiro que, enviado à Ilha do Diabo, faz de tudo para fugir daquele inferno. Face a ele, o jovem Dustin Hoffman, que já havia feito A Primeira Noite de Um Homem e Perdidos na Noite , compõe um dos personagens mais estranhos (bizarros?) de sua carreira. Reprise, colorido, 150 min.

A Morte e a Vida de Bobby Z

23H15 NA RECORD

(The Death and the Life of Bobby Z). EUA/Alemanha, 2006. Direção de

John Herzfeld, com Paul Walker,

Laurence Fishburne, Jason Lewis

Paul Walker faz preso que, por sua semelhança física, também é cooptado para assumir o papel de lendário traficante num plano do tira Laurence Fishburne para desbaratar uma quadrilha. Walker, Velozes e Furiosos, é sinônimo de pauleira. Reprise, colorido, 96 min.

Intercine

2H15 NA GLOBO

A emissora exibe o preferido do público entre - Promessa É Divida, de Bruce McCulloch, com Jason Lee, Tom Green, Dennis Farina e Chris Penn, sobre sujeito acossado por dívidas e que ingressa numa vida de crimes; e Jogo Bruto, de John Irvin, com Arnold Schwarzenegger, Kathryn Harrold, Darren McGavin, Sam Wanamaker, Steven Hill e Rober Davi, sobre ex-agente do FBI que ajuda o antigo chefe a vingar a morte do filho, na expectativa de voltar à organização.

Amanhã

A Globo exibe amanhã, no Intercine, o preferido do público entre - A Princesa e o Guerreiro, de Tom Tykwer, com Franka Potente como enfermeira que é salva num acidente por estranho que desaparece; convencida de que é o homem de sua vida, ela o procura até encontrá-lo e ele está prestes a participar de um assalto com o irmão (Alemanha, 2000, fone 0800-70-9011); e Tentáculos, de Stephen Sommers, com Treat Williams, Famke Janssen, Anthony Heald, Kevin J. O"Connor e Wes Studi, sobre piratas que invadem o maior transatlântico do mundo e não encontram nada, nem ninguém; logo descobrem que vão enfrentar monstro marinho que se alimenta de fluidos humanos e cospe no mar os esqueletos de sua vítimas (EUA, 1998, fone 0800-70-9012).

Portas do Inferno

4H30 NA REDE BRASIL

(Inside). 2003. Direção de Michel Jetté, com Emmanuel Auger, Karine Lemieux, Paul Dion.

Existem vários filmes de título aproximado - Portal do Inferno, Nas Portas do Inferno, etc. Este, pelo diretor e elenco, deve ser de procedência europeia - francesa -, mas nenhum dos sites de informações sobre o filme indicam a procedência. Passa-se no interior de uma cadeia, onde grupos disputam o controle dos presos e a vida humana não vale nada. O tal Emmanuel Auger vai dar duro para sobreviver. Reprise, colorido, 113 min.

TV Paga

Império dos Sonhos

18H45 NO TELECINE CULT

(Inland Empre). EUA/ França/

Polônia 2006. Direção de David

Lynch, com Laura Dern, Ian Abercrombie, Bellina Logan, Jeremy Irons, Harry Dean Stanton.

Um típico pesadelo claustrofóbico lynchiano. Atriz participa de projeto que a leva, progressivamente, a perder a razão. Lynch faz uma espécie de súmula de suas obsessões - sexo, loucura - e segue pesquisando a linguagem. A perda de percepção da realidade pela protagonista poderá ser fascinante ou tediosa, depende de você. A pesquisa sonora é brilhante, como sempre, no autor. Reprise, colorido, 172 min.

Casablanca

22 H NO TCM

(Casablanca). EUA, 1942. Direção

de Michael Curtiz, com Humphrey

Bogart, Ingrid Bergman, Paul

Henreid, Sidney Greenstreet, Claude Rains, Peter Lorre.

Clássico romântico vencedor de vários Oscars, incluindo filme, direção e roteiro. Bogart reencontra sua amada Bergman contra o fundo da resistência ao nazismo. Os atores mudaram durante a produção, o roteiro era reescrito no dia a dia. Digamos que o acaso e a extrema competência do diretor contribuíram para forjar esta joia da Hollywood da era de ouro dos estúdios. Reprise, preto e branco, 102 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.