Mostra leva três séculos de arte brasileira à França

O Museu de Belas Artes de Rouen, na França, apresenta até o dia 17 de julho a exposição Três Séculos de Arte Brasileira - A Coleção Beatriz e Mário Pimenta Camargo. A coleção reúne 4 mil peças, acumuladas durante mais de 40 anos, e é considerada uma das mais representativas do período colonial brasileiro. São 350 peças, entre pinturas, pratarias, esculturas, porcelanas, móveis, livros, ilustrações e mapas. O Museu de Belas Artes de Rouen possui em seu acervo permanente grandes nomes da pintura, como Caravaggio e mestres impressionistas.A cidade de Rouen, onde Joana D´Arc foi queimada na fogueira, possui laços históricos com o Brasil.Situada na região da Normandia, Roeun era o ponto de partida de navegadores franceses que viajavam, entre 1518 e 1575, ao Brasil Colônia. O comércio de pau-brasil foi intenso no porto de Rouen no período colonial. Em Rouen também foi recriado, em 1550, um vilarejo brasileiro durante festividades para o rei Henrique II. Até índios tupinambá foram trazidos para o evento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.