Mostra em SP reúne 25 filmes que abordam a aids

O tema é tão espinhoso quanto ainda misterioso para a maioria das pessoas: aids. E mais, aids no cinema. Salvo alguns (poucos) filmes, como "Filadélfia", que em 1993 trouxe um Tom Hanks corajoso diante da luta contra a síndrome que assombrou o mundo, principalmente nos anos 80 e 90, poucas grandes produções que tratam do tema ficam nos corações e mentes dos cinéfilos.

AE, Agência Estado

12 de agosto de 2010 | 09h37

A lista é ainda menor quando se trata da produção nacional. É para literalmente mostrar que o tema dá filme (e bons) que o Grupo Pela Vidda/SP realiza de hoje ao dia 19 a Cinema Mostra Aids, no Espaço Unibanco e no Cine Olido. Em sua 6.ª edição, a mostra reúne 25 títulos, entre curtas e longas-metragens nacionais e internacionais, que abordam de várias formas esse tema. Os documentários são o destaque da mostra.

"Estou com Aids", de David Cardoso, é pedida para quem quer entender como a doença era vista e mitificada no Brasil da década de 80. Misto de ficção e documentário, traça um painel sociológico sobre o tema. Após a exibição, na terça-feira, às 20 h, no Espaço Unibanco, debate com o diretor.

Já "Positivas" (quarta, às 20 h, no Espaço Unibanco), de Susanna Lira, revela como é a vida de mulheres que contraíram o vírus de seus maridos ou parceiros. Rodado em 2009, o filme expõe o frescor necessário para entender que, com a descoberta de novos medicamentos, é possível viver, e bem, com a aids, apesar das adversidades.

Outro destaque é "Flordelis - Basta Uma Palavra para Mudar", de Marco Antonio Ferraz. A ficção, que tem sessão amanhã, às 13 h, no Espaço Unibanco, tem no elenco Reynaldo Gianecchini, Cauã Reymond e Alinne Moraes. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
cinemafestivalaids

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.