Mostra do Audiovisual Paulista chega à 20ª edição

A Mostra do Audiovisual Paulista celebra nesta segunda-feira, 11, sua vigésima edição com a exibição de cinco trabalhos inéditos no MIS, às 20h30. E, para celebrar este que é um dos maiores eventos de cinema e vídeo do Brasil, a Mostra volta seu olhar para a periferia. Entre os 225 trabalhos que integram a programação, 42 fazem parte da novíssima sessão Periferias. Em tempos em que o audiovisual passa pela questão da inclusão social e da afirmação cultural, abrir caminho para a produção não necessariamente `sobre´ as regiões periféricas de São Paulo, mas também feita por quem vive nestas regiões, é atitude mais que coerente. Entre os curtas, atenção para "Eu fiz Querô" (terça e sexta, às 17h; e sábado, às 15h, no Cine Olido). O documentário foi feito por garotos de regiões carentes da Baixada Santista que fizeram parte das oficinas de atores do longa "Querô", de Carlos Cortez. A experiência preparou o menino Maxwell do Nascimento para o papel principal do filme e lhe rendeu o Candango de melhor ator no Festival de Brasília. Até hoje, mais de um ano após o filme ter sido rodado, as oficinas ainda são realizadas. Filmado durante uma das Oficinas Kinoforum, que ensinam jovens carentes de São Paulo a fazer cinema, o curta "Como se Rouba a Cena no Cinema" (quarta, às 19h30, no Cine Olido) conta como uma senhora acaba invadindo a cena e se torna personagem principal deste documentário.A Mostra também ganha outra sessão, SP Música, que estréia com vinte trabalhos sobre a cena musical paulista. Entre eles, "Um Ser Assim", de Pedro Gomes, que retrata o cotidiano do jovem Rael da Rima, músico do Jardim Iporanga e integrante do grupo Hip Hop Pentágono. Outra sessão `jovem´ é a Mostra do Audiovisual Brasileiro, que amplia o olhar para realizações de outros Estados. Destaque para "Acidente" (domingo, 14h, no CCBB), de Pablo Lobato e Cao Guimarães, que em janeiro integra a mostra competitiva de documentários do Festival de Sundance, nos EUA. Serviço - 20ª Mostra Audiovisual. Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Álvares Penteado, 112, tel. 3113-3651. São Paulo. Centro Cultural São Paulo. Rua Vergueiro, 1.000, tel. 3383-3420. Galeria Olido. Avenida São João, 473, 3334-0001. MIS/Auditório e Sala Multimídia. Avenida Europa, 158, tel. 3062-9197. Grátis. Até 17/12. Abertura nesta segunda, 20h30, com a exibição de curtas, no MIS.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.