Mostra de Tarsila encerra Ano do Brasil na França

A Maison de l´Amérique Latine em Paris está apresentando uma exposição sobre a pintora brasileira Tarsila do Amaral, com cerca de 40 obras da modernista, entre pinturas e desenhos. A mostra Tarsila do Amaral - Pintora Brasileira em Paris, 1923 - 1929, aberta na quinta-feira, ocorre quase 80 anos depois da primeira exposição da criadora de Abaporu na capital francesa, na Galeria Percier, em 1926. Veja as imagensEla realizou uma segunda exposição em Paris, em 1928, e somente depois apresentou pela primeira vez em uma mostra individual seus quadros no Brasil, em 1929.Durante boa parte dos anos 20, Tarsila viveu entre o Brasil e a França. Paris teve uma importante influência na vida e na obra da artista. Tarsila estudou na capital francesa com os pintores Fernand Léger, André Lhote e Albert Gleizes.A mostra apresenta três fases da artista: as pinturas de Tarsila nos seus primeiros anos em Paris, a fase Pau-Brasil, com muitas cores e temas brasileiros, e o famoso período da Antropofagia.Paulo Herkenhoff, curador da exposição e diretor do Museu Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro, diz que a exposição mostra o momento de "explosão de uma artista".Essa explosão, segundo ele, é dupla. "Ao mesmo tempo em que Tarsila incorpora as forças do modernismo vigentes naquele momento na Europa, como o primitivismo e o pós-cubismo, simultaneamente ela exerce o programa do modernismo brasileiro, que era a tradução do país em cor", diz o curador."A mostra tem uma temperatura francesa e é uma extraordinária ponte entre a cor em Paris naquele momento e o que se projetava como um Brasil moderno", diz o curador da exposição.A exposição é o evento que encerra a programação do Ano do Brasil na França. A mostra será apresentada até o dia 20 de fevereiro de 2006.

Agencia Estado,

19 de dezembro de 2005 | 11h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.