Mostra de arte brasileira é aberta hoje no Japão

A exposição Brazil: Body Nostalgia é aberta hoje no Museu Nacional de Arte Moderna de Tóquio, com curadoria do japonês Katsuo Suzuki (do museu). Depois, em agosto, a mostra seguirá para Kyoto. Realizada pela BrasilConnects e patrocinada pela Havaianas, Body Nostalgia tem investimento de R$ 1 milhão. A idéia de montá-la data de 2001 e foi o próprio Suzuki quem se ofereceu para ser o curador. Segundo Dora Corrêa, uma das organizadoras da mostra, Suzuki conhecia somente um pouco de arte brasileira, mas sempre foi um interessado. Fez a "lição de casa" e chegou a um tema já tão explorado: o corpo.A mostra será formada por três núcleos, cada um deles com pouquíssimos artistas, mesclando históricos, pontuais, com contemporâneos. O primeiro tratará do corpo como metáfora de um contexto social. Tarsila do Amaral, com A Negra, puxa o segmento acompanhada de Adriana Varejão e Miguel Rio Branco. O segundo, da interação do espectador. Lygia Clark está representada por obras da fase "nostalgia do corpo" - daí o título da mostra - ao lado de Ernesto Neto. E, por fim, o último focará a fragilidade do corpo com obras de Mira Schendel, Brígida Baltar, Rivane Neuenschwander e vídeo da dupla Mauricio Dias e Walter Riedweg.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.