Paulo Vitor/AE
Paulo Vitor/AE

Mostra carioca consagra vip''s

Ficção inspirada em história real de falsário conquista quatro troféus

Flavia Guerra, O Estado de S.Paulo

07 de outubro de 2010 | 00h00

VIP"s, de Toniko Melo, foi o grande vencedor do Festival do Rio 2010. Em uma premiação que dividiu suas escolhas entre filmes de apelo mais comercial e outros mais independentes, o filme baseado na história real de Marcelo Rocha, o falsário que passou por mais de 20 identidades, incluindo o herdeiro da Gol, levou quatro troféus Redentor: longa-metragem de ficção, ator para Wagner Moura (que não foi à premiação, estava lançando Tropa de Elite 2 em Paulínia), ator coadjuvante para Jorge D"Elia, e atriz coadjuvante para Giseli Fróes.

"Foram quatro grandes presentes e tenho de agradecer especialmente a Mariana Caltabiano, que escreveu o livro sobre o Marcelo e me apresentou a história. E não posso esquecer do Fernando Meirelles, que conheço há 27 anos e cismou que eu tinha que fazer esse filme. Fiz e o filme está aí", disse Melo.

A melhor direção da noite foi para Charly Braun por Além da Estrada e o melhor roteiro, para Marcelo Laffitte por Elvis & Madona. O prêmio de atriz ficou com Karine Teles por Riscado. Grávida de gêmeos, Karine foi calorosamente aplaudida. "Quero agradecer ao diretor do filme, Gustavo Pizzi, não porque é meu marido, mas ele é ótimo diretor e sem ele este filme, e o meu trabalho, não teriam ficado tão bons."

Boca do Lixo, de Flavio Frederico, levou dois prêmios técnicos: fotografia e montagem. A propósito, momento saia justa ocorreu quando o produtor mexicano Jorge Sanchez anunciou o nome de Vania Debs como melhor montadora. Era VIP"s que constava em sua ficha. Mas, após mostrar o nome de Debs para a plateia, confirmou-se que o prêmio era de fato para ela e para Boca do Lixo.

Outro momento saia justa aconteceu durante o anúncio do melhor filme da noite. A "mestra de cerimônias" Debora Bloch chamou o prefeito Eduardo Paes ao palco para entregar o prêmio e não perdeu a deixa: "Vamos reabrir o Teatro Glória? Sei que o festival é de cinema, e o teatro é o primo pobre, mas..." Foi ovacionada pela plateia. O prefeito devolveu e prometeu: "A prefeitura comprou o Teatro Ipanema. Estamos atentos e garanto que, até o próximo Festival do Rio, haverá outro teatro do Rio reaberto."

OS VENCEDORES

Longa de Ficção

VIP"s, de Toniko Melo (SP)

Documentário

Diário de Uma busca, de Flávia Castro (RS)

Curta

Vento, de Marcio Salem (SP)

Direção

Charly Braun, por Além da Estrada

Ator

Wagner Moura, por VIP"s

Atriz

Karine Teles, por Riscado

Atriz coadjuvante

Gisele Fróes, por VIP"s

Ator coadjuvante

Jorge D"Elia, por VIP"s

Roteiro

Marcelo Laffitte, por Elvis & Madona

Montagem

Vania Debs, por Boca do Lixo

Fotografia

Adrian Tejido, por Boca do Lixo

Prêmio Especial de Júri

Curta Geral, de Anna Azevedo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.