Dan Steinberg/AP
Dan Steinberg/AP

Morte do viúvo de Brittany aponta para causas naturais

Porta-voz da polícia de Los Angeles descartou indício de crime na morte do roteirista Simon Monjack

24 de maio de 2010 | 18h53

LOS ANGELES (EFE)- As autoridades do Estado americano da Califórnia descartaram qualquer indício de crime na morte de Simon Monjack, viúvo da atriz Brittany Murphy, e tudo indica que ele tenha morrido de causas naturais.

 

Segundo o diário "Los Angeles Times", as autoridades encontraram diversos medicamentos na residência do roteirista, em Hollywood, e passaram a investigar a possível relação dessas substâncias com a morte de Monjack, ocorrida na noite passada.

 

No entanto, fontes do departamento de polícia ressaltaram que até agora não foram encontradas provas de que os medicamentos tenham provocado a morte do viúvo de Brittany.

 

Cheryl MacWillie, porta-voz da polícia de Los Angeles, afirmou à imprensa que a morte ocorreu, aparentemente, por causas naturais.

 

Os serviços de emergência de Los Angeles receberam um chamado por volta das 21h30 pedindo uma equipe médica à casa de Monjack. Os profissionais tentaram reanimá-lo, mas só puderam certificar o óbito.

 

A imprensa americana atribui o chamado de emergência a Sharon, a mãe de Murphy, que compartilhava a residência com o casal.

 

Em fevereiro passado, a polícia de Los Angeles informou que a causa da morte de Murphy, ocorrida em dezembro, foi uma pneumonia, agravada por intoxicação de medicamentos.

 

O porta-voz Craig Harvey explicou que os restos de medicamentos encontrados eram remédios de prescrição facultativa e que a morte foi um "acidente" causado por uma combinação de fatores.

 

A morte do escritor, de 39 anos, ocorre cinco meses após a de sua mulher, de 32 anos, que morreu em consequência de uma pneumonia.

 

Monjack, responsável pelo roteiro de "Uma Garota Irresistível", e Murphy se casaram em 2007.

Tudo o que sabemos sobre:
Brittany MurphySimon Monjack

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.