Morte de ´caçador de crocodilos´ foi gravada por câmeras

Centenas de cidadãos australianos mostraram nesta terça-feira sua tristeza com a morte do "caçador de crocodilos" e astro da televisão Steve Irwin, que morreu na segunda-feira, em conseqüência da ferroada de uma arraia. O produtor John Stainton, amigo do "caçador de crocodilos", afirmou num comunicado de imprensa que a morte de Irwin foi captada pelas câmeras. Ele estava gravando um documentário quando foi atacado pelo animal."Vi as imagens e são espantosas, muito duras de ver. É um testemunho de uma morte, e é terrível. Steve está em cima da arraia, o ferrão sai e atinge o seu peito. Ele mesmo arranca o aguilhão e depois perde os sentidos", revelou Stainton.O primeiro-ministro do país, John Howard, disse no Parlamento que Irwin morreu "numa circunstância estranha, trágica e de forma alguma tipicamente australiana, que surpreende e arrepia os australianos, provocando um fluxo de tristeza e de emoções".Repetindo palavras do ator Russell Crowe, Howard acrescentou que "Steve Irwin foi o homem que muitos australianos queriam ser", e destacou sua participação em campanhas públicas.O líder do Governo de Queensland, Peter Beattie, elogiou o trabalho de Irwin, cujo zoológico, no norte de Brisbane, recebeu milhares de flores. Centenas de visitantes se reuniram no local para prestar uma última homenagem a ele.Beattie disse que ofereceu à família de Irwin um funeral de Estado. O corpo chegará nesta terça-feira à costa de Sunshine, em Queensland, onde vivia o apresentador com sua mulher, Terry, e seus dois filhos.

Agencia Estado,

05 de setembro de 2006 | 07h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.