Morrissey é o melhor letrista britânico, diz estudioso

Para acadêmico, ex-vocalista do Smiths pode ser comparado a Samuel Beckett e Oscar Wilde.

BBC Brasil, BBC

06 de novembro de 2009 | 17h33

Um acadêmico escocês lançou um livro em que afirma que o cantor Morrissey, ex-vocalista da banda The Smiths, é o maior letrista da história da música popular britânica.

Gavin Hopps, palestrante da Universidade St Andrews, é especialista em romantismo britânico e escreveu o livro Morrissey: The Pageant of His Bleeding Heart ("Morrissey: A encenação de seu Coração que Sangra", em tradução livre).

Hopps acredita que o trabalho de Morrissey pode ser comparado à obra de grandes nomes da literatura como Samuel Beckett e Oscar Wilde e também a grandes nomes da comédia britânica como Frankie Howerd e George Formby.

O livro do acadêmico escocês explora todos os grandes assuntos das letras do compositor como amor, melancolia, a """---kdkdkbsurdo e alienação.

Hopps já escreveu vários ensaios sobre poesia e música pop.

Década de 80

Morrissey, cujo nome verdadeiro é Steven Patrick Morrissey, nasceu na cidade de Manchester em 1959.

Sua carreira musical começou na década de 70, mas foi apenas na década de 80, quando ele conheceu o guitarrista Johnny Marr, que o cantor e compositor começou a fazer sucesso.

Marr e Morrissey criaram a banda The Smiths juntamente com Mike Joyce e Andy Rourke e fizeram sucesso com músicas como Panic, Big Mouth Strikes Again, How Soon is Now? e The Boy With the Torn in His Side.

No final dos anos 80 a banda se separou e Morrissey iniciou sua carreira solo, produzindo seu primeiro álbum, Viva Hate. O cantor lançou seu trabalho mais recente, Years of Refusal, em fevereiro deste ano.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.