MORRE ÚNICO FILHO DE NABOKOV

Dmitri Nabokov, único filho do romancista Vladimir Nabokov, morreu na quarta-feira. Dmitri, que era cantor lírico e tinha 77 anos, ajudou a proteger e traduzir a obra de seu pai. Ele estava hospitalizado desde janeiro, quando foi internado com infecção no pulmão. Dmitri Nabokov tentou distanciar-se da sombra do pai, autor de clássicos como Lolita. Além de cantor de ópera, foi piloto de carros e alpinista. Mas sempre protegeu o legado do escritor russo-americano. Traduziu do russo para o inglês o livro de Nabokov Convite para Uma Decapitação. Também escreveu uma autobiografia na qual abordava a sua relação com o pai. / AP

O Estado de S.Paulo

26 de fevereiro de 2012 | 03h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.