Morre 'Sultão da Sacanagem', que tentou extorquir Tom Cruise

Polícia suspeita de suicídio; Schimdt tentou extorquir ator após roubar fotos do casamento e seria condenado

David Schwartz, da Reuters,

29 de setembro de 2007 | 18h31

Um homem de Phoenix que estava prestes a assumir a culpa por tentativa de extorsão de mais de US$ 1 milhão de Tom Cruise depois de roubar fotos do casamento do ator, foi encontrado morto em sua casa, aparentemente por suicídio, informou a polícia neste sábado, 29.  David Hans Schmidt, apelidado de "Sultão da Sacanagem" por vender pornografia de celebridades, foi encontrado por policiais depois que uma chamada foi feita de sua casa na tarde da última sexta-feira, disseram investigadores. Ele tinha 47 anos.  Schmidt foi preso em julho por tentar vender a Cruise fotos roubadas de seu casamento na Itália com a atriz Katie Holmes. Ele deveria se declarar culpado em juízo em audiência de tribunal federal de Los Angeles, em 11 de outubro. A pena prevista é de até dois anos de prisão.  Schmidt era conhecido por acordos de venda de fotos de nudismo ou fitas com cenas de sexo de celebridades. Suas vítimas incluem a socialite Paris Hilton, a patinadora olímpica Tonya Harding e Gennifer Flowers, que alegou ter tido um caso com o ex-presidente dos EUA Bill Clinton.  Os policiais encontraram Schimdt depois que um serviço de monitoramento colocado em seu corpo parou de registrar movimentos por "um certo tempo", disse o sargento Andy Hill, porta-voz da polícia de Phoenix.  Nancy Kardon, advogada de Schmidt, disse à Reuters que falou com seu cliente há dois dias para resolver a estratégia de defesa e as perspectivas de ele não cumprir pena de prisão. "Ele estava otimista de que faríamos todo o necessário para conseguir a liberdade condicional", disse Kardon. "Acho que sentiu que tínhamos uma chance."

Tudo o que sabemos sobre:
Tom CruiseKatie Holmes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.