Morre roteirista de 'Um dia de cão'

O roteirista norte-americano Frank Pierson, ganhador do Oscar pelo roteiro do filme Um Dia de Cão, morreu na segunda feira. Ele tinha 87 anos. O sindicato dos roteiristas dos Estados Unidos, do qual Pierson foi presidente por 17 anos, divulgou que ele morreu de causas naturais, em Los Angeles, no Centro Médico Cedars-Sinai.

O Estado de S.Paulo

25 de julho de 2012 | 03h12

Além de receber o Oscar por Um Dia de Cão, em 1975, Pierson foi indicado pelos roteiros que escreveu para Dívida de Sangue (1965) e Rebeldia Indomável (1967), com Paul Newman. Também escreveu e dirigiu Nasce uma Estrela (1976), protagonizado Barbra Streisand e vários filmes para a televisão.

Recentemente, Pierson atuou como corroteirista das premiadas séries de TV: Mad Men e The Good Wife. Em Mad Men, além de escrever um episódio, atuou como consultor de um lote de 25 episódios. Nascido em Chappaqua, Nova York, Pierson trabalhou em publicidade antes de se tornar um roteirista.

Entre 2001 e 2005, o artista foi presidente da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood. A instituição lamentou a sua morte.

Dirigido por Sidney Lumet, Um Dia de Cão se tornou sua obra mais conhecida ao contar a história de um homem (vivido por Al Pacino), que tenta assaltar um banco para pagar a operação de mudança de sexo de seu amante e termina por se tornar um herói popular ao entrar em um embate com a polícia. Pierson deixou mulher, dois filhos e cinco netos. / COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.