Morre Régis Cardoso, diretor de "O Direito de Nascer"

Morreu hoje, no Rio de Janeiro, aos 70 anos, o diretor de televisão Régis Cardoso. Ele estava internado desde dezembro na Unidade Coronariana do Hospital Barra D´Or, na Barra da Tijuca. O estado de Cardoso, que teve um ataque cardíaco, foi agravada por uma pneumonia e um acidentevascular cerebral. Filho dos atores Norah Fontes e Dario Cardoso, Régis dirigiu mais de 30 novelas no Brasil e foi o primeiro brasileiro a comandar obras de teledramaturgia em Portugal, a convite da rede RTP-1. Em 1959, ele estreou na televisão na extinta TV Tupi onde dirigiu, em 1964, O Direito de Nascer, novela que foi um marco nahistória da televisão brasileira. Trabalhou na Rede Globo desde que a emissora entrou no ar, em 1965, como diretor de imagens de novelas como Eu Compro Essa Mulher, O Sheik de Agadir e Anjo Mau.Foi a partir de Sangue e Areia, novela de Janete Clair que teve o casal Tarcísio Meira e Glória Menezes como protagonistas, que firmou seu talento como diretor-geral. Ele foi o último diretor de uma novela em preto e branco da TV, Estúpido Cupido e também inaugurou a série em cores, com O Bem Amado, em 1973. Já afastado da TV, ele passou a dedicar-se a cursos de formação de profissionais detelevisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.