Morre piloto dos EUA que jogou bomba de Hiroshima

Paul Tibbets, o piloto do aviãonorte-americano que jogou a primeira bomba atômica sobre oJapão, em 6 de agosto de 1945, morreu nesta quinta-feira aos 92anos, informou um jornal. Tibbets, que morreu em sua casa em Columbus, Ohio, sofreuderrames e estava sofrendo de insuficiência cardíaca, afirmou aedição online do Columbus Dispatch. Piloto experiente que voou sobre a Alemanha durante aSegunda Guerra Mundial, Tibbets era um coronel de 30 anos nocomando do Enola Gay, um super B-29 que recebeu o nome porcausa da mãe dele. Depois de um vôo de seis horas rumo ao Japão, a tripulaçãode Tibbets despejou a bomba, com codinome "Garotinho", sobreHiroshima às 8h15, no horário local. "Se Dante estivesse conosco no vôo ele ficaria apavorado",disse Tibbets mais tarde. "A cidade que vimos tão claramente àluz do sol alguns minutos antes era agora uma feia mancha. Elatinha desaparecido completamente sob esse terrível cobertor defumaça e fogo." A bomba matou instantaneamente cerca de 78 mil pessoas. Atéo fim de 1945 o número de mortos chegou a 140 mil em umapopulação estimada em 350.000. Três dias depois, os EUA despejaram uma bomba chamada"Homem Gordo" em Nagasaki. O Japão se rendeu em 15 de agosto de1945, encerrando a Segunda Guerra Mundial. Tibbets disse em entrevista que não se arrependia dadecisão de jogar a bomba. Ele se tornou general de brigadaantes de deixar o corpo militar, em 1966. Mais tarde ele setornou presidente da Executive Jet Aviation, uma empresa deserviço de táxi aéreo, de acordo com a reportagem do jornal. (Texto de Andrew Stern)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.