Morre Pedro de Lara, radialista e personalidade da TV

Aos 82 anos, televisão perde um de seus famosos jurados de programas de calouros

13 de setembro de 2007 | 16h27

O radialista e personalidade da televisão brasileira Pedro de Lara morreu nesta quinta, 13, aos 82 anos, vítima de câncer de próstata. Segundo assessoria da clínica Climed, localizada no bairro de Irajá, no Rio, ele já chegou morto à clínica, às 12h18. O velório será realizado na Câmara dos Vereadores, na Cinelância, centro do Rio, a partir das 20 horas, segundo informaram seus familiares. Pedro de Lara foi radialista e fez carreira de sucesso em programas de calouros na televisão. Começou como membro do júri do programa do Chacrinha (1917-1988), na Rede Globo. Depois, ficou famoso como jurado do Show de Calouros, um dos quadros do Programa Silvio Santos nos anos 70, em que trabalhava ao lado de Aracy de Almeida e Zé Fernandes, formando o trio de jurados mal-humorados. Nos anos 80, atuou no Palhaço Bozo, grande sucesso do SBT, interpretando o Salsi Fufú, considerado o mais estressado da trupe. Nascido em Bom Conselho, Pernambuco, em 25 de Fevereiro de 1925, Pedro de Lara chegou a ser astrólogo das revistas Amiga e Sétimo Céu e foi também autor de livros, como o Livro da Sabedoria (Madras), mas foi na televisão que se destacou em quase quatro décadas de carreira.

Tudo o que sabemos sobre:
Pedro de Lara

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.