José Luis da Conceição/Estadão
José Luis da Conceição/Estadão

Morre o radialista José Paulo de Andrade, vítima do coronavírus

Jornalista do Grupo Bandeirantes e apresentador do 'Pulo do Gato', José Paulo de Andrade tinha 78 anos

Redação, O Estado de São Paulo

17 de julho de 2020 | 08h58
Atualizado 17 de julho de 2020 | 10h39

Jornalista, radialista e advogado, José Paulo de Andrade morreu nesta sexta-feira, 17, aos 78 anos, vítima da covid-19. Ele estava internado no hospital Albert Einstein desde o dia 7. José Paulo de Andrade trabalhava há 57 anos na Rádio Bandeirantes, emissora na qual comandava o programa O Pulo do Gato, uma das maiores audiências do rádio brasileiro.

O programa, transmitido entre as 6h e 7h da manhã, estreou em 1973 e não saiu mais do ar. O sucesso estava na forma irônica com que Zé Paulo comentava as notícias do dia. Tal habilidade o transformou em um sucessor natural de Vicente Leporace, que também ganhou fama no rádio por comandar um programa matinal em que repetia bordões que caíram no agrado do público.

Paulistano, Zé Paulo começou sua carreira profissional em 1960 como radioescuta do plantão esportivo da Rádio América de São Paulo – o esporte era uma de suas paixões. Em 1963, ingressou na Rádio Bandeirantes para atuar como locutor esportivo e fez isso pelos 14 anos seguintes.

Um pouco antes, em 1962, iniciou o curso de Direito na Faculdade do Largo de São Francisco, da USP, mas o intenso trabalho na rádio obrigou-o a interromper. Voltou a estudar anos depois, formando-se naquela profissão em 1973, pela FMU.

Depois da passagem pelo esporte, foi para o jornalismo, e atuou como apresentador e comentarista. Ao longo de sua trajetória no Grupo Bandeirantes, ele foi âncora de telejornais como Titulares da Notícia, Jornal de São Paulo, Rede Cidade, Band Cidade e Entrevista Coletiva

José Paulo fez aparições também na Rede Bandeirantes de Televisão, principalmente atuando em debates políticos. Na mesma emissora, interpretou Don Diego/Zorro em As Aventuras do Zorro, de 1969. 

Por 35 anos, José Paulo de Andrade comandou, com Salomão Ésper e Joelmir Beting, o Jornal Gente. Com a morte de Joelmir, em novembro de 2012, o posto foi assumido por Rafael Colombo.

José Paulo de Andrade deixa a mulher e dois filhos.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.