Morre o poeta italiano Mario Luzi

O poeta, ensaísta e senador vitalício italiano Mario Luzi morreu hoje, aos 90 anos. Luzi morreu em sua casa na manhã de hoje, disse o porta-voz da prefeitura de Florença, Giovanni Di Fede. A causa da morte não foi divulgada.Considerado um dos maiores poetas italianos do último século e altamente respeitado, Luzi era freqüentemente dado como o maior candidato da Itália ao Prêmio Nobel de literatura, um feito que nunca alcançou. Ele foi nomeado senador vitalício no ano passado. "Com Mario Luzi, a Itália perde uma de suas mais puras, claras e fortes vozes", disse o prefeito de Roma Walter Veltroni, em uma declaração.Depois de estudar literatura francesa, Luzi, que nasceu em Florença em 1914, começou a publicar seus poemas. Ele fez sua estréia nos anos 1930, mas foi nos anos 1950 que ele colocou seu nome nos círculos literários, especialmente com a antologia Primizie del Deserto (Os primeiros frutos do deserto).Luzi também era ensaísta e publicou trabalhos sobre o poeta francês Stephane Mallarmé, cujo trabalho o inspirou no começo de sua carreira, bem como os grandes poetas italianos Dante e Giovanni Pascoli. Ele também lecionou literatura francesa na Universidade de Florença. Mario Luzi deixa um filho, Luigi Luzi. Os detalhes do funeral não foram divulgados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.