Morre o poeta Gonzalo Rojas

O poeta chileno Gonzalo Rojas, ganhador do prêmio Cervantes de Literatura em 2003, morreu ontem, aos 93 anos, em um centro assistencial em Santiago. Ele estava internado havia dois meses, em estado grave, devido a um acidente vascular cerebral, sofrido no fim de fevereiro. As informações foram divulgadas pela família do poeta em entrevista para a rádio chilena Cooperativa. Autor de Qué se Ama Cuando se Ama, La Miseria del Hombre e Contra la Muerte, Rojas nasceu em 1917, em Lebu, a 600 km de Santiago, e era considerado um dos poetas mais importante do Chile das últimas décadas, ao lado de nomes como Nicanor Parra e Pablo Neruda. / EFE

, O Estado de S.Paulo

26 Abril 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.