Reprodução
Reprodução

Morre o poeta e jornalista Reynaldo Jardim

Escritor de 84 anos sofreu complicações em decorrência de um aneurisma

Estadão.com.br

02 de fevereiro de 2011 | 11h28

Morreu, nesta terça-feira, o poeta e jornalista Reynaldo Jardim Silveira. Aos 84 anos, o escritor estava internado no Hospital do Coração, em Brasília, devido a um aneurisma na artéria aorta. O enterro será às 15h, na capital.

Autor de dezenas de livros de poesia, entre eles Paixão Segundo Barrabas, Maria Bethânia Guerreira Guerrilha, Joana em Flor e Viva o Dia. Lançou Sangradas Escrituras, uma reunião de 65 anos de produção poética, finalista do prêmio Jabuti de 2010. Em setembro do ano passado, editou a série de poemas Íntima Grafite.

Paulistano, morava em Brasília desde o fim da década de 1980. Como jornalista, Reynaldo Jardim é responsável pela criação do Caderno B, do Jornal do Brasil, nos anos 50. Realizou, também, reformas gráficas em jornais de diversas capitais do Brasil.

Tudo o que sabemos sobre:
Reynaldo Jardim

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.