Morre o pintor mexicano Hernández Delgadillo

O pintor mexicano José Hernández Delgadillo, autor de cerca de 170 murais em cidades do México, Estados Unidos, Canadá e Costa Rica, morreu, aos 72 anos, vítima de uma paralisia cerebral, segundo a mídia local. O artista começou sua carreira profissional em 1954, quando entrou para a Escola Muralista que revelou grandes pintores mexicanos como Diego Rivera, David Alfaro Siqueiros e José Clemente Orozco. Hernández Delgadillo pertenceu ao Salão de Plástica Mexicana, participou da Liga de Artistas Revolucionários e do Grupo de Arte Coletiva em Ação. O pintor combinou sua atividade artística com a militância política em grupos de esquerda, entre outros, no Partido Mexicano Socialista, uma das organizações que se fundiram para formar o Partido da Revolução Democrática (PRD). Parte da obra de Hernández Delgadillo se encontra no Museu de Arte Moderna do México, em Paris, em Phoeix (Arizona, Estados Unidos) e numa instituição que leva o seu nome, em Cuernavaca em Morelos, centro do México.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.