Morre o pintor Jorge Camacho

O pintor cubano Jorge Camacho morreu anteontem em Paris, aos 77 anos, depois de longa enfermidade. Figura de importância do surrealismo latino, Camacho nasceu em 5 de janeiro de 1934 em Havana, mas foi viver em Paris em 1959. Sua obra tem como influência o trabalho de artistas como Tamayo, Miró, Francis Bacon, Tanguy e Wilfredo Lam. Nos anos 1950, o pintor se interessou pelo surrealismo, mas somente na França, quando integrou o grupo do poeta André Breton, o movimento tornou-se chave em sua criação. Camacho, ainda, redigiu, em 1988, com o escritor Reinaldo Arenas, carta em que grupo de intelectuais pedia a Fidel Castro por eleições livres em Cuba. / EFE

, O Estado de S.Paulo

01 Abril 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.