Morre o locutor oficial de Fidel Castro

O locutor oficial do líder cubano Fidel Castro e apresentador de TV Manolo Ortega morreu ontem aos 81 anos, informou nesta quarta-feira a imprensa oficial de Cuba. Homem de frente do regime socialista cubano desde quando Fidel e seu grupo de revolucionários conquistaram o poder em 1959, Ortega é lembrado por cubanos idosos como o apresentador do mais importante telejornal do país nos anos 50. O noticiário comandado por Manolo Ortega era patrocinado por uma marca de cerveja. Ao vivo na TV cubana, enquanto dizia as notícias, Ortega parava com o jornalismo subitamente para apresentar, ele mesmo, o comercial da cerveja. Logo em seguida, retomava as notícias. O jornal Granma, diário do Partido Comunista Cubano, lembrou em um obituário que Ortega combateu clandestinamente o ditador de Cuba Fulgencio Batista, anos depois de lutar na Guerra Civil espanhola.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.