Morre o jornalista gaúcho Daniel Herz

O jornalista gaúcho Daniel Herz morreu nesta terça-feira, no final da tarde, em Porto Alegre. Herz, 51 anos, ficou conhecido nos anos 80 por ter escrito o livro "A História Secreta da Rede Globo", no qual analisava os bastidores da emissora e suas relações com o poder. O jornalista estava internado no Hospital Moinhos de Vento devido a um câncer de medula. A doença havia sido descoberta há seis anos.Herz foi professor na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), onde estruturou as bases do funcionamento do Curso de Jornalismo, com a implantação do inédito Conselho Paritário de Professores e Alunos e das eleições diretas para todos os cargos de chefia. Foi dirigente da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), representante da categoria no Conselho de Comunicação Social, órgão consultivo da Câmara Federal e coordenador-geral do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC)."Ele dedicou a sua vida à democratização da comunicação, um pesquisador intenso do jornalismo e um incansável militante dos movimentos sindicais", disse o presidente do Sindicato dos Jornalistas do Rio Grande do Sul, José Carlos Torves. "Mais do que o jornalismo gaúcho, perde o Brasil um profissional que sempre lutou pela liberdade de informação", completa Torves.O corpo do jornalista será velado nesta quarta-feira, das 12h às 14h, no Crematório Metropolitano São José, na Capital. A cerimônia de cremação será restrita aos familiares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.