Morre o jornalista Ferreira Netto

O jornalista Joaquim Antônio Ferreira Netto, de 64 anos, morreu na noite deste domingo em decorrência da falência múltipla dos órgãos, provocada por uma doença crônica no fígado, após uma cirurgia neurológica para drenagem de hematoma intra-cerebral. Ferreira Netto foi internado há três semanas no hospital Igesp, na Bela Vista, região central da capital paulista, após sofrer uma queda em casa, na qual bateu a cabeça, para retirar um hematoma do cérebro. Atualmente, o jornalista apresentava um programa de entrevistas e debates exibido pela CNT (Central Nacional de Televisão), exibido por TV a cabo, de segunda a sexta-feira, às 23h30. Em 1990, lanço-se candidato ao Senado pelo então partido do presidente Fernando Collor de Mello, o PRN, mas perdeu a eleição para o petista Eduardo Suplicy. O corpo de Ferreira Netto será velado nesta segunda-feira na Assembléia Legislativa de São Paulo e cremado no crematório da Vila Alpina.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.