Morre o imortal Afrânio Coutinho

O acadêmico Afrânio Coutinho morreu hoje, aos89 anos, de parada cardíaca, na Clínica São Vicente, zona sul do Rio. Nos últimos 10 anos, o escritor precisou ser internado várias vezes, por problemas de saúde. O corpo de Coutinho está sendo velado na Academia Brasileira de Letras (ABL) e será enterrado amanhã no Mausoléu dos Imortais, no Cemitério de São João Batista, em Botafogo.O escritor baiano entrou para a ABL em 1962 para ocupar a cadeira número 33, cujo patrono é Raul Pompéia, na sucessão de Luís Edmundo. Coutinho ficou conhecido por separar o ensino de letras da Faculdade de Filosofia, criando a Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) em 1965, onde permaneceu como diretor até se aposentar, em 1980.Coutinho foi para os Estados Unidos em 1942 para assumir o cargo de redator-secretário da revista Seleções do Reader´s Digest, em Nova York. Após cinco anos, retornou ao Brasil para lecionar literatura no Colégio Pedro II.Nas décadas de 60 e 70, participou como professor visitante de várias palestras em universidades nos Estados Unidos, Alemanha e França. Em seus anos de pesquisa e magistério, construiu uma biblioteca particular que serviu de base para a criação, em 1979, da Oficina Literária Afrânio Coutinho (OLAC), destinada a promover estudos na área da literatura, ministrar cursos e conferências, e receber escritores nacionais e estrangeiros.Coutinho coordenou a Enciclopédia de Literatura Brasileira, publicada em 1990. Por sua atividade literária, recebeu a Medalha Anchieta, da Secretaria da Educação do Rio de Janeiro (1954); o Prêmio Paula Brito (1956); o Prêmio Nacional do Livro (ensaio). Já por seu livro A Tradição Afortunada recebeu o Prêmio Golfinho de Ouro, em 1980.Coutinho era casado desde 1935 com Vanda Sena de Faria, com quem teve dois filhos: Eduardo de Faria Coutinho, professor catedrático de Literatura Comparada na Faculdade de Letras da UFRJ, e Maria da Graça Coutinho de Góes, escultora.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.