Morre o escritor Olavo Drummond

O jornalista, escritor, político e advogado mineiroOlavo Drummond morreu na madrugada desta segunda-feira, em São Paulo, aos 80 anos. Drummond estava internado no Hospital Sírio Libanês, para onde foi levado depois de sofrer um acidente vascular cerebral. Segundo as primeiras informações, ele faleceu em decorrência de falência múltipla de órgãos. Drummond foi deputado estadual e federal por Minas Gerais, ex-ministro Tribunal de Contas da União (TCU) e ex-prefeito de Araxá (MG), sua cidade natal.Muito amigo do ex-presidente Juscelino Kubitschek, foi fundador, curador e vice-presidente do Memorial JK, em Brasília. Olavo Drummond deixa quatro filhos e sete netos. De acordo com informações da Fundação Educativa Sintonia Cultural,controlada por um dos filhos de Drummond, o corpo serádesembarcado na tarde de hoje em Araxá. Do aeroporto, será levado emcortejo até o Santuário de Fátima, local do velório. O enterro estáprevisto para o final da manhã desta terça-feira, no Cemitério dasPaineiras.Drummond era membro da Academia Mineira de Letras, tendo ocupado a vaga deixada pelo ex-presidente Tancredo Neves. Ele publicou cinco livros: Noite do Tempo, Ensaio Geral, Ordens do Cardeal, O Amor deu uma Festa e OVendedor de Estrelas.Matéria alterada às 15h14

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.