Morre o escritor mexicano Juan García Ponce

O renomado escritor, crítico de arte e tradutor Juan García Ponce, considerado um mestre da literatura erótica, morreu no sábado aos 71 anos, de complicações decorrentes da esclerose múltipla, doença que começou a sofrer h[a mais de três décadas, segundo informaram os jornais mexicanos.O presidente Vincente Fox, em uma carta enviada ao irmão do escritor, José Antonio, disse que "lamentavalmente as legtras mexicanas presdindem agora de um de seus maiores criadores, que entregou sua vida sem reticências à palavra escrita".Autor de pelo menos 50 livros, García Ponce escreveu romances, peças de teatro, roteiros de cinema, enasaios, e foi considerado um dos maiores críticos de arte do México. Recebem em 2001 o prêmio Juan Rulfo, um dos mais prestigiados das letras hispânicas. Nasceu em Mérida, capital de Yucatán, em 22 de setembro de 1932. Editou revistas importantes como a Revista Mexicana de Literatura e Vuelta, fundada pelo também falecido escritor mexicano OctavioPaz, ganador del Premio Nobel de literatura.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.